Concurso para Soldado e Oficial da PM de Minas Gerais: Detalhes e Inscrições

A Polícia Militar de Minas Gerais (PM MG) recentemente republicou os editais para os cargos de Soldado e Oficial Combatente, anunciando a disponibilidade de 3.282 vagas para profissionais com ensino superior. As oportunidades estão distribuídas entre 3.102 vagas para Soldado e 180 para Oficial, com salários iniciais que variam de R$ 4.360,83 a R$ 7.175,30 respectivamente.

Inscrição

Os processos de inscrição ocorrem online através do site oficial da PM MG, sendo de 17 de julho a 17 de agosto para Oficial e de 1º de agosto a 1º de setembro para Soldado, com taxas de R$ 101,00 e R$ 220,00 respectivamente. As provas estão programadas para setembro e outubro.

Além disso, o edital para cargos de Oficial da Saúde permanece ativo, oferecendo 60 vagas para diversas especializações médicas e outras áreas da saúde, com um salário de R$ 11.037,14, e os gabaritos das provas já estão disponíveis para consulta.

Detalhes do Concurso para as Vagas de Soldado:

Requisitos

Os candidatos que pretendem de candidatar  ao concurso PM MG de Soldado devem possuir diploma de ensino superior, ter idade entre 18 e 30 anos, possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “B” ou superior, e medir no mínimo 1,60m de altura.

Estrutura das Avaliações

Os participantes serão submetidos a um processo seletivo de três fases:

  1. Prova de Conhecimentos (Objetiva): Composta por 50 questões de múltipla escolha, esta prova abrange temas de Língua Portuguesa, Literatura, Língua Inglesa, Direito e Direitos Humanos, além de Raciocínio Lógico-Matemático. A prova tem duração de 3 horas e é de caráter eliminatório e classificatório, valendo 100 pontos.
  2. Avaliações Psicológicas e Exames de Saúde: Candidatos aprovados na fase anterior passam por avaliações psicológicas e exames médicos detalhados.
  3. Avaliação Física Militar (AFM): Nesta etapa, o rendimento físico dos candidatos é testado em várias modalidades, exigindo um mínimo de 60% de aproveitamento para aprovação.

Cada fase do concurso é eliminatória e essencial para a seleção dos candidatos aptos a ingressar na Polícia Militar de Minas Gerais. A pontualidade, preparo físico e mental, além da dedicação aos estudos, são fundamentais para o sucesso nas provas e avaliações subsequentes.

Detalhes do Concurso para as Vagas de Oficial:

O Concurso da PM MG para Oficial oferece 180 vagas com um salário inicial de R$ 7.175,30. Candidatos interessados devem possuir bacharelado em Direito, ter entre 18 e 30 anos de idade, carteira de motorista categoria B ou superior e uma altura mínima de 1,60m.

Processo de Seleção

O concurso será realizado em três etapas principais:

  1. Prova de Conhecimentos: Inclui uma prova objetiva e uma dissertativa. A prova objetiva, com duração de 3 horas, consistirá de 50 questões de múltipla escolha, cobrindo áreas como Direito Constitucional, Administrativo, Penal, Processual Penal, Civil, Processual Civil, legislação extravagante, Direitos Humanos, Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico-Matemático. A prova dissertativa exigirá uma redação sobre tema fornecido, avaliando ortografia, morfossintaxe, pontuação e conteúdo.
  2. Avaliações Complementares: Incluem Avaliações Psicológicas, Teste de Capacidade Física Militar (TCF), e Exames de Saúde.
  3. Prova Oral e de Títulos: A prova oral será realizada em Belo Horizonte e testará conhecimentos em grupos temáticos de Direito, enquanto a prova de títulos avaliará qualificações acadêmicas adicionais como especializações, mestrado e doutorado.

Critérios de Avaliação e Aprovação

  • Prova Objetiva e Dissertativa: Para ser aprovado, o candidato deve alcançar no mínimo 60% dos pontos na prova objetiva e 70% na dissertativa.
  • Teste de Capacidade Física: Requer um mínimo de 60% de rendimento em cada modalidade testada.
  • Prova Oral: O candidato deve obter ao menos 50% de aproveitamento para não ser eliminado.
  • Prova de Títulos: Oferece até 10 pontos adicionais ao perfil do candidato, com pontuações específicas atribuídas a diferentes níveis de educação superior.

 

Concurso para Auditor de Controle Externo do TCE-PR Será Organizado pelo Cebraspe

Olá, concurseiros! Temos uma novidade quente para quem está de olho em oportunidades no serviço público: o aguardado concurso para o cargo de Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) será organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Com sede em Brasília, o Cebraspe é reconhecido por sua atuação na realização de concursos, avaliações e certificações em todo o país. E a melhor parte? A contratação da banca será por dispensa de licitação, conforme previsto na Nova Lei de Licitações e Contratos.

Segundo o conselheiro-substituto Tiago Alvarez Pedroso, presidente da Comissão do Concurso TCE PR, a previsão é que o tão esperado edital do certame seja publicado até o final de maio deste ano. E o que isso significa para você? Bem, se você possui formação universitária nas áreas administrativa, contábil, econômica, de engenharia, jurídica ou de tecnologia da informação, essa pode ser a sua grande chance! Está prevista, inicialmente, pelo menos uma vaga em cada uma dessas áreas, além da formação de cadastro de reserva.

Etapas do Concurso e Conteúdo Programático

Mas vamos aos detalhes das provas, afinal, é isso que realmente importa, certo? O concurso contará com uma prova objetiva composta por 100 questões de múltipla escolha, divididas entre conhecimentos gerais e específicos, e uma prova discursiva. Ambas as etapas serão realizadas em um único final de semana. E acredite, não será necessário se preocupar com prova de títulos!

A prova de conhecimentos gerais, que será comum a todos os candidatos, abordará temas como português, Direito Constitucional, Direito Administrativo, controle externo, auditoria governamental, administração financeira e orçamentária, administração geral e pública, além de raciocínio lógico.

Já os conhecimentos específicos variam de acordo com a área de atuação:

  • Engenharia: Obras, planejamento, normas, fiscalização, legislação, obras de edificações, obras hídricas e de saneamento básico, obras rodoviárias.
  • Contábil: Contabilidade geral, Contabilidade Pública, matemática financeira, estatística.
  • Jurídica: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Financeiro, Direito Previdenciário, Direito Penal, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Tributário.
  • Econômica: Economia e demografia do Paraná, economia brasileira contemporânea, microeconomia, economia do setor público, sistema financeiro nacional, avaliação econômica de projetos e ativos, estatística.
  • Tecnologia da Informação: Engenharia de software, infraestrutura de TI, contratações em TI, segurança da informação, Ciência de Dados.
  • Administrativa: Administração geral, Administração Pública, gestão de pessoas, gestão de processos e da qualidade, gestão de riscos, administração da produção e financeira.

Vagas e Remuneração

Mas vamos ao que interessa: as vagas e os salários! Atualmente, o TCE-PR possui 90 cargos vagos, que poderão ser preenchidos durante o prazo de validade do concurso, além de outros que eventualmente fiquem vagos nesse período, de acordo com as necessidades do Tribunal e disponibilidade orçamentária e financeira.

E quanto à remuneração? Prepare-se para receber R$ 22.460,20, que inclui vencimento básico e verba de representação. E tem mais! Os servidores efetivos ainda recebem benefícios como auxílio-alimentação no valor de R$ 1.960,26, auxílio-saúde (de acordo com a faixa etária) e auxílio-creche para filhos de até seis anos matriculados em creche ou pré-escola.

E aí, pronto para conquistar sua vaga no TCE-PR? Então fique de olho, pois em breve as inscrições serão abertas e você poderá iniciar sua jornada rumo ao sucesso profissional!

Oportunidade de Carreira na Polícia Científica de Pernambuco: Concurso 2024

O edital para o aguardado concurso da Polícia Oficial e Identificação Técnica do Estado de Pernambuco foi lançado, oferecendo um total de 213 vagas de nível superior em diversas áreas. As inscrições estarão abertas no período de 30/04/2024 a 06/06/2024, com as provas programadas para o dia 21/07/2024.

Detalhes das Vagas e Remuneração

  • Agente: Medicina – Legal
    • Vagas: 76
    • Salário: R$ 4.700,00
    • Escolaridade: Superior
  • Médico: Legista
    • Vagas: 60
    • Salário: R$ 10.622,86
    • Escolaridade: Superior
  • Perito: Criminal
    • Engenharia: 9 vagas
    • Química: 10 vagas
    • Farmácia: 8 vagas
    • Ciências Biológicas ou Biomedicina: 18 vagas
    • Ciências da Computação – Sistemas de Informação: 12 vagas
    • Ciências Contábeis: 10 vagas
    • Geologia: 2 vagas
    • Física: 4 vagas
    • Odontologia: 2 vagas
    • Medicina Veterinária: 2 vagas
    • Salário para todos os cargos: R$ 10.622,86
    • Escolaridade: Superior

Requisitos e Processo de Inscrição

Os candidatos devem atender a critérios gerais, como nacionalidade brasileira ou equiparada, estar em dia com obrigações militares e eleitorais, não possuir antecedentes criminais, entre outros. Além disso, cada cargo possui requisitos específicos detalhados no edital.

As inscrições serão realizadas online, exclusivamente pelo site oficial do Instituto AOCP, dentro do prazo estabelecido no cronograma do concurso. Após o preenchimento do formulário de inscrição, um boleto será gerado para pagamento da taxa.

Etapas do Concurso

O processo seletivo inclui prova objetiva, prova discursiva, exames médicos, avaliação de capacidade física, avaliação psicológica e investigação social. As provas objetivas abrangem questões de conhecimentos gerais e específicos, variando de acordo com o cargo pretendido.

Este concurso representa uma oportunidade empolgante para os interessados em ingressar na Polícia Científica de Pernambuco, oferecendo salários atrativos e uma variedade de especialidades para escolha.

 

Em resumo, o Edital do Concurso Polícia Científica PE 2024 representa uma importante oportunidade para os profissionais que desejam fazer parte da Polícia Oficial e Identificação Técnica do Estado de Pernambuco. Com 213 vagas disponíveis em diversas áreas, salários competitivos e um processo seletivo abrangente, este concurso promete atrair candidatos qualificados em busca de uma carreira na área forense. É fundamental que os interessados estejam atentos aos requisitos e etapas do concurso, conforme detalhado no edital, para garantir uma participação bem-sucedida neste importante processo seletivo.

Lançamento do Edital para o Concurso da Polícia Penal do Ceará: 800 Vagas Disponíveis

Grande oportunidade para quem deseja ingressar na carreira pública: o Edital do Concurso Concurso Polícia Penal CE para a Secretaria da Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado do Ceará (SAP CE) foi oficialmente publicado. Oferecendo 800 vagas para o cargo de Policial Penal, o concurso promete não apenas um salário atrativo de R$ 3.074,89, mas também a chance de contribuir para a segurança e ressocialização no estado. Organizado pela Banca IDECAN, o período de inscrições está marcado e as datas das provas definidas.

Detalhes do Concurso:

Este concurso está recrutando candidatos para preencher 800 vagas para o cargo de Policial Penal. Essas posições requerem formação de Nível Médio e são acompanhadas de um salário mensal de R$ 3.074,89. As inscrições poderão ser feitas entre 26 de abril e 3 de junho de 2024, com as provas agendadas para 14 de julho de 2024. A tabela abaixo resume as informações cruciais:

Cargo Vagas Cadastro de Reserva Salário Escolaridade
Policial Penal 600 200 R$ 3.074,89 Médio

Diversidade e Inclusão: O concurso respeita a inclusão e a diversidade, destinando 5% das vagas para pessoas com deficiência (PcD) e 20% para candidatos negros, conforme regulamentação vigente.

Requisitos para Candidatura:

Os candidatos devem atender a uma série de requisitos básicos e específicos para a candidatura, incluindo:

  • Nacionalidade brasileira ou portuguesa (com direitos políticos em Portugal reconhecidos).
  • Idade mínima de 18 anos e máxima de 34 anos, 11 meses e 29 dias na data da inscrição.
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares (para homens).
  • Possuir saúde física e mental comprovadas e conduta irrepreensível.
  • Ter concluído o Ensino Médio e possuir CNH mínima categoria B.
  • Aprovação em curso de formação técnico-policial.

Inscrições e Taxa:

As inscrições devem ser realizadas online através do site da Banca IDECAN neste link. A taxa de inscrição é de R$ 185,00, com isenções disponíveis para doadores de sangue, estudantes ou ex-estudantes de escolas públicas, candidatos com deficiência, candidatos de famílias de baixa renda e pessoas hipossuficientes.

Processo Seletivo:

O processo de seleção incluirá várias etapas, todas realizadas em Fortaleza/CE e região metropolitana:

  • Prova Objetiva e Discursiva: Composta por questões de múltipla escolha e uma redação.
  • Teste de Aptidão Física (TAF): Inclui diversos exercícios físicos para avaliar a condição dos candidatos.
  • Investigação Social: Verificação de antecedentes e conduta.
  • Curso de Formação Profissional: Com duração de no mínimo três meses, abordando conteúdos específicos para a função.

Este concurso oferece uma excelente oportunidade para aqueles interessados em uma carreira na Polícia Penal do Ceará. Com um salário competitivo e um número significativo de vagas, é uma chance imperdível para quem possui as qualificações necessárias e deseja contribuir para a segurança pública e o sistema de ressocialização do estado.

Expandindo Fronteiras: A Educação Global na Faculdade de Ciência da Computação EAD

A educação a distância tem transformado a maneira como pensamos sobre o ensino e o aprendizado, especialmente em campos como a ciência da computação. Uma das mudanças mais significativas trazidas pela faculdade de ciência da computação EAD é a criação de uma experiência de aprendizado verdadeiramente global e intercultural. Este artigo explora como as faculdades à distância estão derrubando barreiras geográficas e culturais, conectando estudantes e professores de diferentes partes do mundo e enriquecendo o processo educacional com diversas perspectivas e experiências.

  1. Acesso Global a Especialistas e Recursos

    Uma das maiores vantagens de estudar ciência da computação a distância é o acesso a uma ampla gama de especialistas e recursos de todo o mundo. Alunos podem aprender com professores renomados e interagir com colegas de diferentes culturas e experiências, proporcionando uma rica troca de conhecimento e ideias. Essa diversidade de perspectivas enriquece o processo de aprendizagem, promovendo uma compreensão mais ampla e profunda do campo.

  2. Promovendo Colaboração Intercultural e Redes de Contato

    Cursos de ciência da computação EAD frequentemente incentivam a colaboração em projetos entre alunos de diferentes países. Essas interações não apenas aprimoram habilidades técnicas, mas também habilidades sociais e culturais, fundamentais em um mercado de trabalho globalizado. Além disso, a formação de redes de contatos internacionais pode abrir portas para oportunidades de carreira e colaborações futuras.

  3. Desafios e Oportunidades de Aprendizagem Intercultural

    Embora ofereça muitas vantagens, a educação global a distância também apresenta desafios, como diferenças de idioma, fusos horários e contextos culturais. Faculdades de sucesso estão superando esses desafios através de estratégias como oferecer materiais de curso em múltiplos idiomas, agendar aulas em horários flexíveis e promover uma sensibilidade cultural dentro da comunidade de aprendizagem online.

Conclusão:

A faculdade de ciência da computação EAD está se tornando um veículo poderoso para a educação global. Ao conectar estudantes e professores de diferentes partes do mundo, esses cursos estão promovendo uma experiência de aprendizado enriquecedora e diversificada. Esta abordagem global não apenas melhora o conhecimento técnico, mas também prepara os alunos para trabalhar e colaborar em um ambiente globalizado e interconectado. À medida que as barreiras tradicionais da educação continuam a ser quebradas, as perspectivas globais se tornam uma parte essencial do ensino e aprendizagem em ciência da computação e em outras áreas do conhecimento.

Maximizando a Eficiência com Sacos de Lixo Preto no Ambiente de Trabalho

Manter um ambiente de trabalho limpo e eficiente passa pela gestão adequada de resíduos, sendo o uso de sacos de lixo preto um elemento fundamental nesse processo. Este artigo oferece dicas e estratégias para otimizar o uso de sacos de lixo preto, garantindo higiene e eficiência em ambientes como escritórios e estabelecimentos comerciais.

1. Selecionando o Saco de Lixo Ideal

A escolha acertada do saco de lixo é essencial. Em ambientes de trabalho, é importante considerar o tamanho e a resistência do saco. Sacos de lixo preto maiores e mais robustos são ideais para áreas de alto volume de resíduos, enquanto os menores se adaptam melhor a espaços como escritórios individuais ou salas de reuniões.

2. Estratégias de Colocação e Troca

A disposição estratégica das lixeiras e a regularidade na substituição dos sacos de lixo preto são cruciais. Lixeiras bem posicionadas e a troca frequente dos sacos previnem o acúmulo de resíduos e mantêm o local limpo e organizado.

3. Fomentando a Separação e a Reciclagem

É vital incentivar a separação de resíduos recicláveis dos não recicláveis. Utilizar lixeiras específicas, com sacos de lixo preto para não recicláveis e sacos diferenciados para recicláveis, facilita a reciclagem e melhora a gestão de resíduos.

4. Educação e Sensibilização dos Colaboradores

Informar e conscientizar os funcionários sobre a importância de uma gestão de resíduos adequada é fundamental. Promover sessões educativas sobre o descarte correto e a importância da reciclagem pode incrementar a conscientização e estimular práticas sustentáveis.

O uso consciente de sacos de lixo preto em ambientes de trabalho contribui significativamente para a manutenção da higiene e limpeza, além de refletir o compromisso com práticas operacionais sustentáveis. Adotando estas estratégias, empresas e escritórios podem não só melhorar o ambiente de trabalho, mas também alinhar-se aos valores de sustentabilidade e responsabilidade ambiental.

Futuro do Concurso da PRF: Análise das Perspectivas para 2024

À medida que 2024 se aproxima, cresce a expectativa entre os concurseiros brasileiros diante da possibilidade de um novo concurso para a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A notícia de que a PRF solicitou a abertura de um concurso para preencher 4.902 vagas para o cargo de Policial Rodoviário Federal, anunciada em maio de 2023, despertou grande interesse entre os candidatos ansiosos por integrar a corporação.

Ainda assim, pairam dúvidas sobre a concretização deste concurso da PRF em 2024, tornando essencial uma análise aprofundada dos recentes desenvolvimentos e uma preparação para todos os cenários possíveis.

Detalhes e Desenvolvimentos Cruciais

Em 2023, a PRF deu um passo significativo ao requerer a autorização do Ministério da Economia para o concurso. No entanto, é fundamental observar que a corporação ainda não tem os 4.902 cargos necessários para a realização do concurso. Para que o concurso seja viável, é mandatório a criação de novos cargos, processo que depende de aprovação no Congresso Nacional.

Notícias Positivas para Candidatos de Concursos Anteriores

Os candidatos que participaram do último concurso da PRF receberam uma boa notícia: a validade desse edital foi estendida até 21 de dezembro de 2025. Isso significa que os aprovados ainda podem ser chamados, ajudando a suprir a carência de pessoal na PRF e a necessidade de renovação no quadro de funcionários.

Viabilidade de um Novo Concurso em 2024

Importante frisar que a extensão do prazo do último concurso não é um impedimento para a realização de um novo em 2024. Exemplo disso é a PMERJ, que, apesar de convocar candidatos remanescentes de concursos anteriores, continua a lançar novos editais. O último concurso da PRF ocorreu em 2021.

Apesar do otimismo e das especulações, a expectativa mais realista para o novo concurso é para o ano de 2026. Entretanto, a confirmação da sua eventual realização segue como uma notícia alentadora para aqueles que vislumbram uma carreira na PRF.

Concurso Correios 2024: Rumo à sua Oportunidade Profissional!

Preparando-se para o Concurso Correios 2024

O aguardado Concurso Público dos Correios está cada vez mais próximo, e as informações que circulam indicam que as provas poderão ocorrer em dezembro de 2024. A expectativa é alta, especialmente porque o órgão enfrenta um déficit expressivo de 7 mil funcionários e as remunerações previstas podem ultrapassar os R$ 20 mil!

No entanto, é importante ressaltar que essas informações ainda não são oficiais.

Projeções e Detalhes do Concurso

Na última seleção realizada pelos Correios, foram disponibilizadas 9.190 vagas imediatas + cadastro de reserva. Para o próximo, há uma projeção de aproximadamente 5 mil vagas para cargos como Carteiro, Operador de Triagem e Transbordo, e Atendente Comercial e de Suporte.

As Etapas até o Edital Oficial

O cronograma do Concurso dos Correios 2024 é crucial para manter os candidatos informados e preparados. Abaixo, listamos as datas previstas:

  1. Comissão Organizadora | Prevista para 06/05/2024: A comissão composta por representantes dos Correios e do Ministério da Economia será formada, responsável por definir os detalhes do concurso, como vagas, cargos e requisitos.
  2. Planejamento do Concurso | Início em 05/06/2024: Nesta fase, serão definidas estratégias para garantir a eficiência e transparência do concurso, incluindo orçamento, cronograma, critérios de seleção e divulgação.
  3. Processo Licitatório para Contratação da Banca | A partir de 14/06/2024: Inicia-se o processo para escolher a empresa responsável pelas provas, seguindo princípios de lisura e transparência.
  4. Licitação | Prevista para 12/09/2024: Serão analisadas as propostas e selecionada a empresa mais vantajosa para a administração pública.
  5. Assinatura de Contrato com a Banca | Agendada para 22/09/2024: Formaliza-se a parceria entre os Correios e a banca escolhida, dando início oficialmente à realização do concurso.
  6. Publicação de Edital | Prevista para 22/10/2024: Uma das datas mais aguardadas, quando todas as informações sobre o concurso serão divulgadas.
  7. Realização de Provas | Programada para 21/12/2024: O momento em que os candidatos terão a oportunidade de demonstrar conhecimentos e habilidades.
  8. Homologação de Resultado | Esperada até 19/02/2025: O ato que confirma a validade do concurso e a classificação dos candidatos, possibilitando as convocações para a posse.

Preparação e Expectativas

Em meio a todas essas datas e expectativas, a preparação dos candidatos desempenha um papel crucial. Estudar com antecedência e acompanhar as notícias relacionadas ao concurso são estratégias essenciais para conquistar uma vaga nesta oportunidade única.

Remuneração e Oportunidades

Os candidatos que almejam ingressar nos Correios podem esperar remunerações atrativas, com salários iniciais promissores, além de benefícios adicionais. O concurso deverá contemplar vagas de nível médio, ampliando as possibilidades para uma variedade de candidatos.

Conclusão: Rumo ao Sucesso nos Correios

O Concurso Correios 2024 representa uma oportunidade significativa para aqueles que buscam uma carreira sólida e bem remunerada. Com dedicação aos estudos e acompanhamento atento do cronograma oficial, os candidatos podem trilhar o caminho para o sucesso nesta concorrida seleção. Portanto, é hora de começar a se preparar e se manter atualizado sobre as últimas notícias relacionadas a este certame e a outras oportunidades no mundo dos concursos públicos.

 

Concurso Nacional Unificado: EDITAIS Divulgados com 6.640 Vagas!

Prepare-se, pois o maior concurso público de 2024 está oficialmente lançado: o Concurso Nacional Unificado, carinhosamente apelidado de “ENEM dos Concursos”. Este certame é composto por oito editais/blocos temáticos, oferecendo um total de 6.640 vagas imediatas em diversas autarquias e ministérios, com oportunidades para candidatos de níveis médio, técnico e superior.

Dentre as emocionantes possibilidades, destacam-se vagas para Auditor-Fiscal do Trabalho, com um salário impressionante de R$ 22,9 mil, Especialistas em agências reguladoras, Pesquisadores no IBGE, Especialistas em Políticas Públicas, entre outras. Uma chance única de transformar sua vida!

Você pode garantir sua inscrição a partir de 19 de janeiro, com o prazo final até 09 de fevereiro. Não deixe para a última hora! Quanto às provas, elas estão marcadas para o dia 05 de maio, um domingo, em mais de 200 cidades em todo o Brasil.

Como se Inscrever:

Para realizar sua inscrição no Concurso Nacional Unificado (CNU), siga os passos abaixo:

  1. Acesse a plataforma Gov.br e faça login em sua conta. A conta é fundamental para garantir sua identificação nos serviços digitais do governo.
  2. Preencha os formulários de inscrição, seguindo as instruções detalhadas no edital. Neste momento, você também fará a escolha pela carreira desejada, que está dividida em blocos temáticos.
  3. Anexe os documentos exigidos no edital durante o processo de inscrição.
  4. Efetue o pagamento da taxa de inscrição por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU). O valor da taxa é de R$ 60,00 para vagas de nível médio e de R$ 90,00 para vagas de nível superior.

Lembrando que há isenção de pagamento para candidatos que se enquadram em algumas categorias, como integrantes do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), beneficiários do Fies ou ProUni, e aqueles que realizaram transplante de medula óssea.

Distribuição das Vagas:

O CNU oferece um total de 6.640 vagas imediatas distribuídas em oito blocos temáticos. É importante destacar que, com exceção do bloco 8, todas as vagas exigem formação de nível superior. Os candidatos têm a possibilidade de concorrer a mais de um cargo, desde que pertençam ao mesmo bloco. Ou seja, não é permitido concorrer a cargos de diferentes blocos.

Bloco 1 (Infraestrutura, Exatas e Engenharias)

  • AGU: Arquiteto e Engenheiro (várias especialidades) – 23 vagas
  • ANEEL: Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia – 10 vagas
  • FUNAI: Especialista em Indigenismo (especialidades: Engenharia e Arquitetura) – 21 vagas
  • IBGE: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas (várias especialidades) e Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas (várias especialidades) – 134 vagas
  • INCRA: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (várias especialidades) – 128 vagas
  • MAPA: Analista em Ciência e Tecnologia – 02 vagas
  • MCTI: Analista em Ciência e Tecnologia (várias especialidades) – 51 vagas
  • MGI: Analista de Infraestrutura – AIE (várias especialidades), Arquiteto, Engenheiro e Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG – 357 vagas
  • MS: Tecnologista – 02 vagas

Bloco 2 (Tecnologia, Dados e Informação)

  • AGU: Estatístico – 07 vagas
  • FUNAI: Especialista em Indigenismo – 01 vaga
  • IBGE: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas (várias especialidades), Tecnologista (várias especialidades) e Pesquisador (várias especialidades) em Informações Geográficas e Estatísticas – 122 vagas
  • INCRA: Analista administrativo – 06 vagas
  • INEP: Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais – 20 vagas
  • MAPA: Analista em Ciência e Tecnologia – 20 vagas
  • MCTI: Analista em Ciência e Tecnologia – 19 vagas
  • MGI: Analista em Tecnologia da Informação – ATI, Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS, Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG, Estatístico – 347 vagas
  • MS: Tecnologista – 32 vagas
  • PREVIC: Analista administrativo – 06 vagas

Bloco 3 (Ambiental, Agrário e Biológicas)

  • FUNAI: Especialista em Indigenismo (várias especialidades) – 39 vagas
  • IBGE: Pesquisador (várias especialidades) e Tecnologista (várias especialidades) em Informações Geográficas e Estatísticas – 29 vagas
  • MAPA: Auditor-fiscal federal agropecuário (várias especialidades) e Tecnologista – 240 vagas
  • INCRA: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário e Engenheiro Agrônomo – 176 vagas
  • MCTI: Analista em Ciência e Tecnologia – 13 vagas
  • MGI: Analista de Infraestrutura – AIE (especialidade: Geociências) e Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG (especialidade: Ambiental, agrário e biológicas) – 35 vagas

Bloco 4 (Trabalho e Saúde do Servidor)

  • AGU: Médico e Psicólogo – 13 vagas
  • FUNAI: Especialista em Indigenismo (especialidade: Psicologia) – 6 vagas
  • MGI: Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS, Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPG, Médico e Psicólogo – 52 vagas
  • MTE: Auditor-Fiscal do Trabalho – AFT – 900 vagas

Bloco 5 (Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos)

  • AGU: Técnico em Assuntos Educacionais (especialidade: Pedagogia) – 20 vagas
  • FUNAI: Especialista em Indigenismo (várias especialidades) – 206 vagas
  • IBGE: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas (especialidade: Psicopedagogia), Pesquisador (especialidade: Demografia) e Tecnologista (especialidade: Demografia) em Informações Geográficas e Estatísticas. – 04 vagas
  • INCRA: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (especialidade: Antropologia) – 58 vagas
  • INEP: Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais – 10 vagas
  • MCTI: Analista em Ciência e Tecnologia (especialidade: Ciências Humanas e Políticas Públicas) – cargos para – 21 vagas
  • MGI: Analista Técnico Administrativo (especialidade: História), Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS (MGI, MJSP, MDHC, MEC), Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG e Técnico em Assuntos Educacionais – 490 vagas
  • MS: Tecnologista (várias especialidades) – 177 vagas
  • MPI: Analista Técnico Administrativo – 30 vagas

Bloco 6 (Setores Econômicos e Regulação)

  • AGU: Economista – 35 vagas
  • ANEEL: Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia – 30 vagas
  • ANS: Especialista em Regulação de Saúde Suplementar – 35 vagas
  • ANTAQ: Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários – 30 vagas
  • FUNAI: Especialista em Indigenismo (especialidade: Economia) – 24 vagas
  • IBGE: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas (especialidade: Relações Internacionais), Tecnologista (especialidade: Economia) e Pesquisador (especialidade: Economia) em Informações Geográficas e Estatísticas. – 37 vagas
  • INCRA: Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (especialidade: Economia) – 05 vagas
  • MCTI: Analista em Ciência e Tecnologia – 26 vagas
  • MGI: Economista, Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG – 42 vagas
  • MDIC: Analista de Comércio Exterior – ACE e Economista – 60 vagas
  • MPO: Economista – 15 vagas
  • PREVIC: Especialista em Previdência Complementar – 25 vagas

Bloco 7 (Gestão Governamental e Administração Pública)

  • AGU: Administrador, Analista Técnico Administrativo, Arquivista, Contador e Técnico em Comunicação Social – 302 vagas
  • IBGE: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas (várias especialidades) e Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas (várias especialidades) – 275 vagas
  • FUNAI: Especialista em Indigenismo (várias especialidades) – 55 vagas
  • INCRA: Analista Administrativo (várias especialidades), Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário – 369 vagas
  • INEP: Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais – 20 vagas
  • MCTI: Analista em Ciência e Tecnologia (várias especialidades) – 149 vagas
  • MAPA: Analista em Ciência e Tecnologia – 18 vagas
  • MinC: Analista Técnico-Administrativo – 50 vagas
  • MGI: Analista Técnico Administrativo, Arquivista, Bibliotecário, Contador, Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG e Técnico em Comunicação Social – 297 vagas
  • MJSP: Analista Técnico Administrativo – 100 vagas
  • MS: Tecnologista (especialidade: Administração, Contabilidade, Economia ou Estatística) – 09 vagas
  • MDIC: Analista Técnico-Administrativo – 50 vagas
  • MPO: Analista Técnico-Administrativo – 45 vagas
  • PREVIC: Analista Administrativo – 09 vagas

Bloco 8 (Nível Intermediário)

  • IBGE: Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas – 300 vagas
  • FUNAI: Técnico em Indigenismo – 152 vagas
  • MAPA: Agente de atividades agropecuárias, Agente de inspeção sanitária e industrial de produtos de origem animal e Técnico de laboratório – 240 vagas

Reserva de Vagas:

O concurso também prevê a reserva de vagas para pessoas com deficiência, negras e indígenas, esta última exclusivamente para as vagas da FUNAI. As cotas são distribuídas da seguinte forma:

  • 5% das vagas para pessoas com deficiência;
  • 20% das vagas para pessoas negras;
  • 30% das vagas da FUNAI para pessoas indígenas.

Locais de Prova do CNU:

As provas serão realizadas simultaneamente em 220 cidades, abrangendo todas as regiões do país, conforme a seguir:

  • Norte: 41 municípios;
  • Nordeste: 61 municípios;
  • Centro-Oeste: 22 municípios;
  • Sudeste: 69 municípios;
  • Sul: 27 municípios.

A escolha dos locais de prova considerou critérios como densidade populacional, raio de influência microrregional e facilidades de acesso.

Etapas de Prova no CNU:

O processo de avaliação dos candidatos no CNU compreende três etapas: 1ª Etapa:

  • 1ª fase: Provas objetivas e dissertativas (caráter classificatório e eliminatório);
  • 2ª fase: Perícia médica (avaliação biopsicossocial) para candidatos com deficiência (caráter eliminatório);
  • 3ª fase: Verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas para candidatos negros (caráter eliminatório);
  • 4ª fase: Confirmação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas para candidatos indígenas (somente FUNAI) (caráter eliminatório).

2ª Etapa: Avaliação de títulos (caráter classificatório).

3ª Etapa: Curso de formação específico (caráter classificatório e eliminatório).

Concurso IMBEL 2024: Oportunidades para Todos os Níveis!!!

Foi divulgado o edital para o Concurso da Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL) 2024, sob a organização do IBFC, oferecendo oportunidades para candidatos de todos os níveis de escolaridade. As inscrições estarão abertas no período de 19/12 a 16/01/2024, e as provas estão programadas para ocorrer no dia 10/03/2024.

O Concurso IMBEL 2024 disponibiliza vagas para diversas áreas e níveis de escolaridade. Abaixo, apresentamos a lista de cargos, quantidade de vagas em Cadastro de Reserva, salários e requisitos de escolaridade:

| Nível de Escolaridade | Cargo | Vagas | Cadastro de Reserva | Salário | Requisito de Escolaridade |
|———————–|—————————————-|——-|———————-|————-|—————————|
| Fundamental | Agente de Apoio Operacional – Ajudante Geral | – | Cadastro de Reserva | R$ 1.715,94 | Fundamental |
| | Bombeiro Civil | – | Cadastro de Reserva | R$ 1.945,40 | Médio |
| Médio | Motorista | – | Cadastro de Reserva | R$ 1.921,14 | Médio |
| | Oficial de Ferramentaria – Industrial | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.237,28 | Médio |
| | Auxiliar Técnico – Administrativo | – | Cadastro de Reserva | R$ 1.837,26 | Médio |
| | Auxiliar Técnico – Controlador – Produção | – | Cadastro de Reserva | R$ 1.837,26 | Médio |
| | Técnico de Edificações | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Eletrônica | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Elétrica | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Mecânica | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Metalurgia | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Controle de Qualidade | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Radiologia | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Médio |
| | Técnico de Enfermagem do Trabalho | – | Cadastro de Reserva | R$ 1.956,10 | Técnico |
| | Técnico de Automação | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.445,21 | Técnico |
| | Técnico de Vendas | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.203,57 | Técnico |
| | Técnico de Administrativo – Marketing | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.203,57 | Técnico |
| | Técnico de Administrativo – Vendas | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.203,57 | Técnico |
| | Técnico de Administrativo – Patrimônio | – | Cadastro de Reserva | R$ 2.203,57 | Técnico |
| Superior | Engenheiro | – | Cadastro de Reserva | R$ 10.838,67 | Superior |
| | Especialista: Contador | – | Cadastro de Reserva | R$ 4.607,23 | Superior |
| | Especialista: Administrador | – | Cadastro de Reserva | R$ 4.607,23 | Superior |
| | Médico do Trabalho | – | Cadastro de Reserva | R$ 5.471,77 | Superior |
| | Analista Administrativo | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Analista de Custos | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Analista Contábil | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Analista de Recursos Humanos | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Analista de Sistemas | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Advogado Empresarial | – | Cadastro de Reserva | R$ 7.179,33 | Superior |
| | Analista de Orçamento | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Analista Comprador – Técnico | – | Cadastro de Reserva | R$ 3.878,07 | Superior |
| | Especialista: Auditor | – | Cadastro de Reserva | R$ 4.607,23 | Superior |
| | Especialista: Tecnologia da Informação | – | Cadastro de Reserva | R$ 4.607,23 | Superior |

Requisitos Básicos

Além disso, foram estabelecidos requisitos básicos para os candidatos, como ser brasileiro ou naturalizado, ter 18 anos completos, estar em situação regular com obrigações eleitorais e militares, não ter sido demitido por justa causa da Administração Pública, entre outros critérios.

Inscrições

As inscrições podem ser realizadas através do site do IBFC (www.ibfc.org.br), com taxas de inscrição variando de acordo com o nível de escolaridade do cargo desejado (R$ 44,00 para nível fundamental, R$ 53,00 para nível médio, e R$ 62,00 para nível superior). Os candidatos que se enquadrem em condições específicas podem solicitar a isenção da taxa.

Etapas da Prova

O concurso envolverá etapas como Prova Objetiva (para todos os cargos), Prova Discursiva (para cargos de nível superior), e a duração das provas varia de 3 a 4 horas, dependendo do nível de escolaridade.

Os candidatos aprovados serão lotados em unidades da IMBEL localizadas em diversas cidades, conforme mencionado no edital.